Bem Vindo à Guitanda!

Violão Flamenco Amilton Gomes 2010 SP/BR "Negra Standard" (VENDIDO)

Seja o primeiro a comentar este produto

Disponibilidade: Esgotado

R$0,00

Descrição Rápida

(VENDIDO)

 

Amilton Gomes 2010 "Negra Standard" - Novo

Violão Flamenco - Negra

 

Condição: estrutural (5/5), estética (5/5)

Tampo: Abeto Europeu (sólido)

Fundo e laterais: Jacarandá Baiano (sólido)

Braço: Mogno

Escala: Ébano, Sobreposta (tradicional), 19 trastes

Formato do braço: “C”, suave e fino

Acabamento: Poliuretano

Rastilho e pestana: Osso














Cordas: clássicas (nylon, carbono, similares)

Comprimento de corda: 660 mm

Espaçamento de cordas pestana/rastilho: 41/57 mm

Tarraxas: opcionais

Estojo: opcional









* Selecione a opção "À vista: depósito, cheque, dinheiro" ao finalizar a compra, e o desconto será aplicado antes da confirmação de fechamento do pedido



 

Diagonal

Duplo clique na imagem acima para visualizá-la maior

Reduzir
Aumentar

Mais Visualizações

  • Frente
  • Diagonal
  • Lateral
  • Fundo
  • Diagonal Fundo
  • Mão
  • Roseta e cavalete
  • Detalhe: roseta e filetação
  • Selo

Detalhes

Violão Flamenco Amilton Gomes Modelo 2010 SP/BR "Negra Standard":
 
(VENDIDO)
 
O luthier brasileiro Amilton Gomes tem um trabalho bastante raro, na autenticidade e esmero que entrega em seus violões. Ele tem na produção no estilo flamenco o seu ponto forte, com guitarras flamencas autênticas, de sonoridade bem característica e estilo fiel à escola espanhola. Ele próprio tem se dedicado há anos a tocar flamenco, com forte influência de Paco de Lucia, e isso transparece no seu estilo de construir. Com genuínas guitarras flamencas, tanto blancas como negras, que possuem beleza de timbre e de acabamento, seu trabalho é elogiado por intérpretes e citado como um dos mais competentes luthiers brasileiros no estilo.
 
No universo flamenco, as guitarras que possuem caixa em madeiras escuras, como o jacarandá, são chamadas de "negras", tanto com tampo de pinho como de cedro. As negras são guitarras flamencas com maior sustentação que as blancas (as com caixa em madeira clara, como o cipreste ou maple), porém ainda mantendo a característica de ataque agressivo e decaimento rápido flamencos, e são mais versáteis, com possibilidade de serem solistas, conduzirem melodias, e também boas acompanhadoras. São, por exemplo, as negras que Paco de Lucia utiliza mais comumente
.
Este exemplar se trata do modelo Standard do luthier, com fundo e laterais em jacarandá baiano, sendo portanto uma negra, e  tampo em abeto europeu.  O jacarandá é razoavelmente escuro, bem desenhado e dramático, e o abeto (pinho) é de uma qualidade muito boa, com corte radial, estruturas medulares e boa densidade.
 
O timbre é límpido, com ataque e presença, e certa secura. Um timbre agressivo mas sofisticado, belo e bem balanceado. O ataque é bem presente, ardido, com decaimento abrupto e média-baixa sustentação. O que impressiona é como o luthier conseguiu conjugar todos os fatores de forma a resultarem numa autêntica guitarra flamenca, sem ter uma sonoridade caricata e seca demais, ou clássica demais. É difícil encontrar essa medida, principalmente nas negras, que podem tender a soarem como violões clássicos aflamencados. Este não é o caso aqui, e esta guitarra tem o sabor flamenco autêntico, com as características solistas de uma negra, adequada para melodias mas também sem embolar nos rasgueados, e com picados bem pronunciados e boa dose de percussividade.
 
O volume é médio, com projeção pontuda e penetrante. A nitidez é excelente, sem embolar nos rasgueios. O equilíbrio entre casas é bom, com comportamento sonoro coerente em todas as posições. As primas são bem projetadas com bordões robustos e nítidos.
 
A afinação e muito boa, funciona bem mesmo com o capo em diversas posições, e a tocabilidade é boa. O braço tem o ângulo zero, paralelo ao tampo, gerando altura de cordas boa para os golpes de mão direita, com forma de C, suave, arredondado e  numa espessura fina e confortável. A calibragem é bem feita, respondendo bem a toques potentes, sem trastejar, mesmo com cordas numa altura confortável para a mão esquerda.O comprimento de corda é 660mm, mas o conforto torna difícil perceber a escala mais longa. Talvez porque isso é em parte compensado pelo menor espaçamento entre cordas, e em parte pela boa regulagem. Assim, pode-se usufruir as vantagens do comprimento 660, como a potência e a maior facilidade para acordes apertados, principalmente com o uso do capo.
 
O verniz utilizado é o poliuretano, que garante bastante proteção, e possui golpeador transparente protegendo os dois lados. O acabamento é um dos pontos altos, com muito bom gosto e esmero. O verniz e a montagem muito bem feitos, e a mão com formato bem espanhol.
 
Neste exemplar, as tarraxas Condor são opcionais, e se desejadas, devem ser adquiridas a parte, assim como o estojo. 
 
Conservação:
- estrutural: 5/5. Excelente estado, é um violão novo.
- estética: 5/5. Excelente estado, e com bom acabamento.
 
Resumo:
 
Pontos fortes: Timbre belo, bem balanceado entre o aspecto seco e o ressonante. Tocabilidade boa com ajuste calibrado de cordas. Excelente equilíbrio das características de uma negra, com versatilidade para solo e acompanhamento. Bom acabamento.
 
Pontos fracos: Volume médio no universo de luteria. O violão é novo, e a sonoridade ainda precisa de mais tempo para amadurecimento no abeto. Os opcionais como tarraxas e estojo devem ser adquiridos a parte.
  
Conclusão: É um instrumento genuinamente flamenco, o que é muito difícil encontrar numa negra, e também no Brasil. O timbre é belo, sofisticado, agressivo e seco. A estrutura interna, cavalete, angulo de braço e, principalmente a sonoridade, são flamencos puros. Tem caráter solista, mas também é excelente acompanhador com rasgueados definidos e nítidos. A tocabilidade é ótima, e a afinação também. Um muito bom instrumento, que mistura o aspecto rítmico com o melódico de forma bem harmoniosa. E o visual também é muito atrativo. É raríssimo encontrar tamanha qualidade e autenticidade nessa faixa de valor. Recomendado.
 
 

Informações Adicionais

Especificações Não

Tags do Produto

Utilize espaços para separar tags. Utilize aspas simples (') para frases.