Bem Vindo à Guitanda!

Violão Valderrama 2011 CD/BR (VENDIDO)

Disponibilidade: Esgotado

R$0,00

Descrição Rápida

José Valderrama  2011 - Usado

Violão Clássico

 

Condição: estrutural (5/5), estética (4/5)

Tampo: Cedro Canadense (maciço)

Fundo e laterais: Jacarandá Baiano (maciço)

Braço: Cedro Brasileiro

Escala: Ébano, tradicional, 19 trastes

Formato do braço: “C”, suave e fino

Acabamento: Goma-laca

Rastilho e pestana: Osso



Cordas: clássicas (nylon, carbono, similares)

Comprimento de corda: 650 mm

Espaçamento de cordas pestana/rastilho: 40,5/57,5 mm

Tarraxas: Gotoh

Tensor: Não
Estojo: AMS usado






* Selecione a opção "À vista: depósito, cheque, dinheiro" ao finalizar a compra, e o desconto será aplicado antes da confirmação de fechamento do pedido 



 

Diagonal

Duplo clique na imagem acima para visualizá-la maior

Reduzir
Aumentar

Mais Visualizações

  • Frente
  • Diagonal
  • Lateral
  • Fundo
  • Diagonal fundo
  • Mão: frente
  • Tarraxas Gotoh
  • Mão: costas
  • Roseta e cavalete
  • Detalhe: roseta e filetação
  • Ambiente
  • Selo
  • Estojo AMS

Detalhes

Violão José Valderrama 2011 CD/BR n.58:

O luthier brasileiro José Valderrama iniciou sua carreira em 1992, e, sendo neto de espanhóis, cresceu num ambiente regado a músicas tradicionalmente espanholas onde o violão não passava despercebido. Suas influências como construtor são fortemente ligadas ao trabalho do luthier espanhol Antonio de Torres e alguns de seus contemporâneos. José Valderrama segue, assim, a linha de construção tradicional e busca resgatar alguns conceitos construtivos desenvolvidos por Torres, que foram esquecidos na transição do século XIX para o XX. Para tanto, o luthier desenvolve um intenso trabalho de pesquisas literárias e laboratoriais, com colaboração de engenheiros acústicos e profissionais especializados,  a fim produzir a acústica tão cobiçada e alcançada por poucos naquele período. A criação de Valderrama se traduz em traços simples extremamente elegantes e precisos, com qualidade tímbrica tradicional, expressiva e sofisticada.
 
Este exemplar, usado, se trata de um modelo com tampo de cedro canadense, com fundo e laterais em jacarandá baiano, ambos de excepcional qualidade. O jacarandá baiano é a madeira mais consagrada e valorizada na construção de instrumentos, e encontrar um jacarandá de boa qualidade como este é raro hoje em dia. Ele possui veios finos, com ótima densidade, coloração bela e escura, e um corte que tem partes com veios retos. O cedro do tampo tem corte radial, veios bem finos e paralelos, com rajados medulares em toda a extensão.  A escala e de um ébano bem escuro e o braço de cedro brasileiro. Realmente um conjunto tradicionalíssimo e consagrado de madeiras. A construção bem no estilo tradicional espanhol, tem o processo de fabricação todo mensurado pelo luthier com ferramentas modernas. Ou seja, é uma construção tradicional, mas com um processo artesanal moderno, controlado, que resulta em alta qualidade.
 
O timbre é o ponto alto do instrumento, que possui a magia do timbre de um violão tradicional de cedro bem construído. Ou seja, aquele calor e boa presença de frequências médias, mas sem exagero, tornando o som ainda brilhante, distinto, nítido e sofisticado.O timbre tem certa doçura, é vocal, mas com uma ponta de brilho, que permite tornar o som mais incisivo. Ao tocar as notas, os harmônicos vibram e colorem o timbre, com bom gosto. Os graves são definidos, profundos e cantantes, muito belos. Aliás, o timbre como um todo possui uma excelente definição. O ataque é semi pronunciado, com um bom "clique" no momento de atacar a corda, mas com certa maciez. Como é característico do instrumento de cedro, o decaimento é abrupto logo após o ataque, e o som depois se estabiliza, e tem uma sustentação de duração média. Isso proporciona certa percussividade ao instrumento, e e uma sensação de articulação.
A resposta tímbrica é mediana para cor, e excelente par a uniformidade. É um atributo bem característico do tampo de cedro tradicional, e neste instrumento, destaca-se a boa controlabilidade da resposta. O vibrato é ótimo, expressivo e de fácil execução. A resposta à articulação é interessante, bons legatos e ótimos staccatos.
 
O volume é médio-bom, com presença e projeção com bom alcance e que possui boa ambiência, difundindo o som para todos os lados, de forma a preencher com suavidade um ambiente. O retorno para quem toca é excelente, e pode-se ouvir bem o som do violão e perceber como ele estará soando frontalmente. A nitidez é boa, bem acima da média para cedro, com separação de vozes que permite polifonia. A resposta dinâmica é ótima. Nos pianos, possui bom corpo, e no outro extremo, aguenta muito bem toques fortes, atingindo uma dinâmica interessante, sem estourar ou distorcer muito. Não é um instrumento especialmente potente como os modernos, mas tem uma explosividade que gera boa resposta nos fortíssimos.
 
O equilíbrio é bom, com boa equivalência de ressonância entre casas e cordas. Existem algumas casas com sonoridade um pouco fraca, mas dentro da normalidade de um instrumento tradicional e recente. As posições sobreagudas soam bem, mas ainda precisam de mais tempo de amadurecimento. Verticalmente, as cordas possuem boa transição entre se. A terceira corda é bem tradicional, com o timbre de contralto e certa escuridão sonora, mas não é opaca e canta bem. A primeira corda possui um pouquinho mais de brilho em relação à segunda, mas de forma bem sutil. Os bordões possuem presença, mas as primas também, e não existe nenhuma corda morta. A afinação é excelente, boa precisão ao longo do braço.
 
A tocabilidade é ótima. O braço, com forma de C, suave, arredondado e numa espessura fina e confortável, permite uma pegada cômoda. A calibragem é muito bem feita, respondendo bem a toques potentes, com boa tolerância a trastejamento..O comprimento de corda é o padrão de 650mm, mas com espaçamento na pestana um tiquinho menor que a média, o que ajuda muito nas aberturas de mão esquerda. O salto, onde se apoia o polegar para atingir as posições sobreagudas, tem formato bom para dar firmeza à mão. Talvez, pessoas com dedos grossos possam não ter a mesma impressão, mas para mãos normais e pequenas, é excelente.
 
O verniz utilizado é a goma-laca. Somente no braço foi usado o poliuretano que garante bastante proteção. O acabamento é bem clássico, sutil, de traços harmônicos e excelente combinação de tonalidades. A elegância estética se revela em sutis detalhes, como o chanfro no contorno da mão, a roseta em tons pastéis, e as linahs e dimensões, que dão personalidade ao instrumento sem precisar de rebuscamento visual. O verniz e a montagem muito bem feitos transporam um instrumento feito com calma e atenção.
 
Acompanha estojo AMS usado em bom estado, e tarraxas Gotoh.
 
Conservação:
- estrutural: 5/5. Excelente estado, é um violão novo.
- estética: 4/5. Bom estado.Existem diversas marcas no verniz do tampo e algumas regiões mais foscas no verniz do corpo, mas todas superficiais.
 
Resumo:
 
Pontos fortes: Timbre com magia, definido, presente, com brilho e doçura. Resposta dinâmica. Tocabilidade ótima, com ajuste calibrado de cordas. 
  
Pontos fracos: Não tem colorido de tradicionais de pinho, mas é bom para cedro. Potência média-boa e sustentação média. Espaçamento de pestana pode incomodar pessoas com mãos grandes.
 
Conclusão: É um instrumento com aroma tradicional, com forte influência espanhola, mas com desempenho e refinamento fruto de técnicas atuais. Assim, é um autêntico instrumento de concerto, mas com um timbre nostálgico, aristocrático. É muito interessante para música clássica em geral. Mesmo sendo de cedro, possui nitidez o bastante para repertório mais polifônico, e cai como uma luva em repertório romântico e espanhol. Como tem boa resposta a toque fortes, consegue ter um nivel de percussividade sem perder sonoridade, o que é também excelente para repertório do século XX. É um violão de cedro tradicional com timbre belo, de estirpe nobre que transmite sofisticação. Talvez não seja o instrumento mais adequado para música popular, mas para música clássica, é realmente recomendado.

Informações Adicionais

Especificações Não

Tags do Produto

Utilize espaços para separar tags. Utilize aspas simples (') para frases.