Bem Vindo à Guitanda!

Violão 7 Cordas Pepineli 2010 SP/BR (VENDIDO)

Disponibilidade: Esgotado

R$0,00

Descrição Rápida

(VENDIDO)

 
Luiz Pepineli 2010 - Usado

Violão 7 Cordas (cordas de nylon)

 

Condição: estrutural (5/5), estética (2,5/5)

Tampo: Abeto (sólido)

Fundo e laterais: Jacarandá Baiano (sólido)

Braço: Cedro brasileiro

Escala: Ébano, Sobreposta (tradicional), 20 trastes

Formato do braço: “C”, suave com leve abaulamento

Acabamento: PU

Rastilho e pestana: Osso



Cordas: clássicas (nylon, carbono, similares)

Comprimento de corda: 650 mm

Tarraxas: Estilo Wilkinson
Tensor: Não

Estojo: AMS (incluso)




* Selecione a opção "À vista: depósito, cheque, dinheiro" ao finalizar a compra, e o desconto será aplicado antes da confirmação de fechamento do pedido


Diagonal

Duplo clique na imagem acima para visualizá-la maior

Reduzir
Aumentar

Mais Visualizações

  • Frente
  • Diagonal
  • Lateral
  • Fundo
  • Diagonal Fundo
  • Mão: frente
  • Tarraxas estilo Wilkinson
  • Mão: costas
  • Roseta e cavalete
  • Detalhe: roseta e filetação
  • Estojo AMS
  • Selo

Detalhes

Violão 7 Cordas Pepineli 2010 SP/BR n.262:

(VENDIDO)
 
O luthier brasileiro Luiz Pepineli tem uma consolidada carreira, com grande reputação na luteria de violas caipiras, mas também respeitado na área de violões, construindo instrumentos de sofisticação de timbre, especialmente na linha tradicional. Com atuação em São Paulo, e mais de 20 anos de  profissão, sua filosofia de qualidade e fino artesanato são conhecidas no mercado e resultam em instrumentos de concerto de alto nivel.
 
Este exemplar é um violão 7 cordas, com característica clássica. As madeiras são excelentes. É até mesmo surpreendente encontrar tal qualidade de madeiras num instrumento dessa faixa de valor. O jacarandá baiano é escuro no fundo e laterais, com veios retos denotando um corte estável e muito raro. O tampo de pinho europeu de muito bom corte e idade, com boa densidade de veios e raios medulares transversais em toda a extensão. Braço de cedro brasileiro, com tirante de ébano, e escala de ébano com 20 trastes. São madeiras que produzem uma sonoridade refinada, com brilho e nitidez. O timbre é bem límpido, com ótimo equilibrio entre corpo e ressonância, gerando uma sonoridade equilibrada, transparente e cristalina. É uma voz bastante tradicional, sem ser exageradamente grave, e por isso mesmo é um instrumento que tem um desempenho solista com primas bem presentes. Bastante equilíbrio entre as cordas, portanto.
 
Possui boa sustentação, ataque articulado e gera muito boa separação entre vozes. A tocabilidade é muito boa, com bom formato de braço, de C suave com leve abaulamento na parte de trás, gerando bom suporte ao polegar esquerdo, e espessura apropriada para um posicionamento cômodo da mão. Responde bem a toques fortes, sem trastejar, e também possui muito boa resposta de timbre, com variação de colorido de acordo com diferentes toques de mão direita.
 
 O volume é satisfatório, bom para um violão tradicional, mas o ponto alto é a projeção do som na distância, que  é excelente, com muito alcance e nitidez. Isso, associado ao equilíbrio e timbre, o fazem um instrumento muito belo de se ouvir, e que revela nuances do toque, delatando erros mas exaltando os acertos. É um violão recompensador, e que tende a amadurecer muito bem com o tempo.
 
O verniz utilizado é o poliuretano, que confere maior proteção e um acabamento brillhante. O veniz do tampo possui diversas marcas, aparentemente de palheta, mas visualmente a madeira não foi afetada. Porém, há a opção de se fazer um restauro completo do verniz com o próprio Pepinelli. Ou seja, se selecionada a opção, o violão pode ficar com o verniz completamente retocado e praticamente novo. O restante do acabamento é excelente. belas madeiras, e detalhes como o maple figurado na mão, o tirante de ébano na parte de trás do braço, e outros detalhes de muito bom gosto, que o Pepineli realizou de forma excepcional neste instrumento, tornando-o diferenciado em relação a outros.
 
Inclui estojo térmico da marca AMS, luxo, usado em bom estado, e tarraxas estilo Wilkinson, com cilindros negros, em perfeita conservação.
 
Conservação:
- estrutural: 5/5. Excelente estado, é um violão praticamente novo.
- estética: 2,5/5. Estado regular. Possui muitas marcas no verniz do tampo, a maior parte superficiais, provavelmente de palheta. Porém, o próprio Pepineli se disponibiliza para uma reforma no verniz, para deixar o violão como novo.
 
Resumo:
 
Pontos fortes: Timbre sofisticado com boa resposta de colorido. Equilibrio entre cordas, sem predominância de bordões.  Nitidez e projeção para palco. Tocabilidade. Madeiras valorizadas e decoração especial. Possibilidade de reparo gratuito no verniz.
 
Pontos fracos: É novo e precisa de mais amadurecimento, possui muitas marcas no verniz (mas há a opção de retoque no verniz). Não possui bordões dominantes, como muitas vezes se procura para choro e samba.
 
Conclusão: É um instrumento que é uma grande oportunidade, com ótima qualidade sonora, boas madeiras e decoração superior, a um preço bastante atrativo. É praticamente novo, e o valor diminui por causa do estado do verniz do tampo. Porém, como o luthier Pepineli oferece um reparo, é uma excelente chance de conseguir um instrumento em condição de novo, com gandes qualidades. Muito equilibrado, boa projeção, timbre belo e responsivo, é um excelente instrumento principalmente para quem busca um repertório solista, clássico mas com o benefício da sétima corda. É um violão comsonoridade tipicamente tradicional, adequado para música erudita, mas também bom para música popular instrumental. Muito recomendado.

Informações Adicionais

Especificações Não

Tags do Produto

Utilize espaços para separar tags. Utilize aspas simples (') para frases.