Bem Vindo à Guitanda!

Violão Tessarin 2006 CD/IN (VENDIDO)

Seja o primeiro a comentar este produto

Disponibilidade: Esgotado

R$0,00

Descrição Rápida

(Vendido)


Tessarin no.507 - Usado

Violão Clássico

Condição: estrutural (5/5), estética (4/5)

Tampo: Cedro canadense (sólido)

Fundo e laterais: Jacarandá indiano (sólido)

Acabamento: PU brilhante

Tarraxas: Condor Luxo ou Graf CW5 com botões em madrepérola negra (valor adicional)

Comprimento de corda: 660mm

Espaçamento de cordas pestana/rastilho: 44/58 mm


 




* Selecione a opção "À vista com desconto: depósito, cheque, dinheiro" ao finalizar a compra, e o desconto será aplicado antes da confirmação de fechamento do pedido

Diagonal

Duplo clique na imagem acima para visualizá-la maior

Reduzir
Aumentar

Mais Visualizações

  • Frente
  • Diagonal
  • Lateral
  • Fundo
  • Mão - frente
  • Mão - costas
  • Roseta e cavalete
  • Selo
  • Estojo AMS

Detalhes

Violão Clássico Antonio Tessarin 2006 no.507:
(Vendido)
 
O luthier paulista Antonio Tessarin é renomado por seus instrumentos responsivos de timbre tradicional e sofisticado. E também renomado por seu detalhismo e obsessão na busca pela perfeição.
 
Este instrumento, de 2006, é um violão de cedro acima da média. Tem o típico toque Tessarin, com sonoridade delicada, sofisticada, responsiva, mas com o calor e presença de graves do cedro canadense. O luthier soube equilibrar neste instrumento as características expansivas do cedro, adicionando um grau de nitidez e brilho típicos de seus trabalhos. Assim, o violão é muito equilibrado, com todos os registros (graves e agudos) soando de forma harmoniosa. Seus bordões são potentes, nítidos e com bastante definição. As primas também possuem potência e nitidez, com a terceira corda bem equilibrada. O violão já teve um bom amadurecimento e possui sonoridade madura, que deve continuar se desenvolvendo.
 
O luthier utilizou ótimas madeiras neste instrumento, o jacarandá indiano de um marrom escuro avermelhado, com corte  radial, o que garante maior estabilidade. O cedro canadense do tampo também em corte radial, com distância entre veios praticamente igual ao longo de toda a extensão, e as estruturas medulares (rajados perpendiculares aos veios) aparecendo ao longo de toda a largura.
 
O verniz utilizado é o poliuretano (PU), o que confere grande proteção, e propicia, neste exemplar, um resultado muito positivo com as madeiras utilizadas.
 
Escala de ébano, tradicional, braço de cedro brasileiro.
 
Cavalete de jacarandá, com rastilho de ação ajustável (basta mover o rastilho de um lado a outro para variar a altura das cordas).
 
Inclui estojo térmico usado da marca AMS, em bom estado de conservação.
 
Condição:
- estrutural: 5/5. Excelente estado, nenhuma rachadura, empenamento ou histórico de reparo.
- estética: 4/5. Apenas algumas marcas superficiais no verniz do tampo.
 
Pelo preço padrão, as tarraxas são Condor luxo, com botões pretos em imitação de ébano.
 
Resumo:
 
Pontos fortes: timbre sofisticado, caloroso mas brilhante, equilibrio excelente, alta qualidade de construção, projeção nítida, muito boa tocabilidade e sonoridade madura.
 
Pontos fracos: volume médio de concerto (considerando universo de luteria), não tem predominância de graves para choro.
 
Conclusão: Um violão adequado para aqueles que buscam qualidade sonora mas com o timbre caloroso do cedro. Não é um violão de cedro com graves potentes como aqueles feitos para choro, mas é um isntrumento com equilibrio muito bom para repertório clássico, e música popular instrumental que necessite de primas tãos boas quanto os bordões.

Informações Adicionais

Especificações Não

Tags do Produto

Utilize espaços para separar tags. Utilize aspas simples (') para frases.