Bem Vindo à Guitanda!

Violão Wolf Schmidt 2010 SP/PF (VENDIDO)

Disponibilidade: Esgotado

R$0,00

Descrição Rápida

(VENDIDO)

 

Wolf Schmidt 2010 - Coleção do luthier

Violão Clássico

Condição: estrutural (5/5), estética (3,5/5)

Tampo: Abeto Engelmann (sólido)

Fundo e laterais: Pau-Ferro (sólido)

Acabamento: Goma-laca

Tarraxas: Rubner

Comprimento de corda: 650mm

Espaçamento de cordas pestana/rastilho: 42/60 mm











* Selecione a opção "À vista com desconto: depósito, cheque, dinheiro" ao finalizar a compra, e o desconto será aplicado antes da confirmação de fechamento do pedido






Diagonal

Duplo clique na imagem acima para visualizá-la maior

Reduzir
Aumentar

Mais Visualizações

  • Frente
  • Diagonal
  • Lateral
  • Fundo
  • Diagonal Fundo
  • Mão - frente
  • Tarraxas Rubner
  • Mão - costas
  • Roseta e cavalete
  • Detalhe - roseta e filetação
  • Selo

Detalhes

Violão Clássico Wolf Schmidt 2010:
 
(VENDIDO)
 
O luthier Wolf Schmidt, radicado em São Paulo, é um dos novos talentos que surgiram na luteria nacional na primeira década do século 21. Seu trabalho segue a linha de construção tradicional, com influência do espanhol Antonio de Torres, e tem tido boa recepção no cenário violonístico nacional, constando como premiação em concursos de interpretação musical.
 
Este modelo foi construído com madeiras bem curadas, e estava na coleção particular do próprio luthier. O tampo é de Abeto Engelmann com 20 anos de corte e estrutura radial bastante estável. O tampo denota sua idade até mesmo na aparência madura, que traz uma sonoridade mais aberta e desenvolvida do que a que tampos mais novos apresentariam. O fundo e laterais são de Pau-Ferro, uma madeira da região amazônica, com grande densidade e dureza, como o nome já expressa. As laterais, especificamente, são duplas, ou seja, com duas camadas, para equilibrar o brilho que o Pau-ferro proporciona, e trazer ganhos na sonoridade.
 
A sonoridade é a de um instrumento tradicional, com primas de sonoridade brilhante e encorpada e graves definidos e focados. O equilíbrio entre cordas é bom, os bordões e as primas ficam num nivel de ressonância balanceado, e a transição da terceira corda para as vizinhas é boa. O equilíbrio entre casas tem alguns pontos de melhoria, com algumas posições soando um pouco mais que as outras. O timbre é agradável, com boa relação entre fundamental e harmônicos, e com razoável variação de colorido sonoro. A sustentação é normal, e o nivel de volume regular, se considerando universo de luteria.
 
A tocabilidade é normal, o braço tem o formato de C, arredondado, com um leve abaulamento na parte de trás, e com espessura um pouco maior que a média.
 
O verniz utilizado é a goma-laca, seguindo a linha bem tradicional, Escala tradicional de jacarandá e braço feito de cedro brasileiro com um tirante de jacarandá escuro na parte de trás, para aumentar a resistência e também dar um charme estético. A roseta é confeccionada artesanalmente pelo próprio luthier.
 
Inclui bag flexível. E tarraxas alemãs Rubner.
 
Condição:
- estrutural: 5/5. Excelente estado, é um violão novo.
- estética: 3,5/5. Algumas marcas na goma-laca, uma delas mais funda abaixo do cavalete.
 
Resumo:
 
Pontos fortes: Boa definição nos graves, e primas responsivas. Equilíbrio entre graves e agudos, sonoridade encorpada da primeira à sexta corda, timbre agradável e ataque bem articulado mas macio.
 
Pontos fracos: Volume e sustentação regulares para concerto. Resposta tímbrica boa, mas não excelente. Projeção levemente desfocada.
 
Conclusão: Um violão bastante promissor, indicado para músicos que queiram um instrumento com a sonoridade e resposta de violões tradicionais, bom equilíbrio entre cordas, afinação, e possibilidade de fazer música clássica com nuances interpretativas. O preço está excelente, o enquadrando num ótimo custo-benefício.

Informações Adicionais

Especificações Não

Tags do Produto

Utilize espaços para separar tags. Utilize aspas simples (') para frases.